O líder empreendedor

Neste artigo abordarei as competências de empreendedorismo na liderança. Qual a relação? Como podemos integrar estes dois grandes vetores de desenvolvimento empresarial?

ANDRÉ LEMOS ARAÚJO

 

           Primeiramente, definirei as palavras de força da temática: liderança e empreendedorismo. Segundo a ENDEAVOR,

“Empreendedorismo é a disposição para identificar problemas e oportunidades e investir recursos e competências na criação de um negócio, projeto ou movimento que seja capaz de alavancar mudanças e gerar um impacto positivo.”

            Há a necessidade de investir em recursos, sejam eles materiais ou imateriais, com o fito de criar um negócio de impacto. Quando tratamos de significar liderança, encontramos o seguinte: Liderança é inspirar e coordenar.

“Liderança envolve ter objetivos claros, unidade, compromisso e habilidades para conseguir alcançar esses objetivos. É uma interação interpessoal onde o líder influencia as atividades de um determinado grupo na realização de determinadas tarefas.”

           De alguma maneira, as duas definições se encaixam. Obviamente, uma é independente da outra, mas é inegável a forte conexão entre os dois pontos. É necessário esclarecer que o ser empreendedor possui um pré-requisito básico: criar um negócio. Na minha opinião, esse ponto traz à tona a força ou não dos argumentos de muitos que se auto intitulam empreendedores sem nunca ter participado sequer da criação de um negócio. O pré-requisito neste caso é fundamental para a qualificação ou não do empreendedor, mas quando falamos de liderança os pontos básicos podem ser utilizados de maneira individual. Ainda que não seja a aplicação plena da definição, podemos ser líderes de nós mesmos.

           Ressalto ainda que é muito importante que os empreendedores movam os seus seguidores, afinal, os negócios precisam obrigatoriamente de pessoas. Este ponto traz a liderança para um encaixe mais acomodado para a formação de competência dos empreendedores, enquanto a liderança fica um pouco mais “desconfortável” ou menos confortável com a junção ou a obrigatoriedade de termos líderes empreendedores. Este fato não desmerece a importância e o poder de potencialização da união dos dois pontos, liderança e empreendedorismo.

            É cediço que os empreendedores que conseguem desenvolver os aspectos de liderança conseguem mais facilmente atingir seus objetivos de gerar impactos positivos na sociedade. Acredito muito que os empreendedores devem procurar aprimorar as competências de líderes. Os líderes que empreendem também terão mais sucesso no ponto da coordenação e influência de pessoas. São modelos que já tiveram ou têm a experiência de formar negócios. Ainda que não os conduzam de perto ou não os tenham mais.

            O que resta de maneira clara é que nos dois casos, o exemplo é o ponto mais forte de atenção, uma vez que falar por si só não garante uma experiência e nem lastro nos ensinamentos. Devemos aplicar o que ensinamos ou pregamos. O “trocadilho” é o mais interessante da lição deste artigo. Além de mais propriedade, sabemos da força combinada dos dois aspectos: liderança e empreendedorismo, quando cumprimos os dois pontos fazendo efetivamente o que as suas respectivas definições afirmam e informam.
 

Compartilhe esta notícia:
Newsletter
Cadastre seu e-mail e acompanhe nossas notícias e novidades
Tel.: +55 (84) 3345.1242 / 9 8164.6363
E-Mail: lemont@lemosemontenegro.com
Endereço: Av. Rui Barbosa, 1868 - Ed. HC Plaza, Torre 2 - Loja 608 - Lagoa Nova - Natal- 59.056-300